segunda-feira, 28 de junho de 2010

Chás, infusões e tisanas

O chá é uma bebida preparada através da infusão de folhas, flores, raízes de chá, ou Camellia sinensis. Geralmente é preparada com água quente. Cada variedade adquire um sabor definido de acordo com o processamento utilizado, que pode incluir oxidação, fermentação, e o contato com outras ervas, especiarias e frutos.
A palavra "chá" é também usada popularmente para referenciar qualquer infusão de frutos, folhas, raízes ou ervas como a camomila ou a cidreira, mesmo não contendo folhas de chá (ver tisana). Este artigo debruça-se, contudo, apenas sobre o verdadeiro chá.

Uma infusão é uma bebida que é feita, em geral, pela imersão de uma substância aromática em água quente ou a ferver. Algumas das bebidas mais comuns e de mais vasta distribuição no planeta são infusões:
café
chá
tisana
chimarrão
Por vezes, fazem-se infusões com outros líquidos, como o álcool ou o vinagre.

A tisana é um tipo de infusão que consiste em adicionar ervas medicinais a água a ferver durante cinco ou seis minutos num recipiente tapado. Após esse tempo retira-se o recipiente do fogo, deixando descansar (ainda tapado) por cerca de 15 minutos. A tisana está pronta a ser consumida, após ser coada e colocada numa chávena.
"Chá de ervas" é frequentemente utilizado para designar todas as infusões feitas a partir de diferentes partes de plantas (não necessariamente ervas - casca, folhas, flores, etc). Exemplos mais comuns: chá de camomila, chá de erva-cidreira, chá de tília, chá de menta, chá de limão, chá de flor de laranjeira, etc.
No entanto, essas infusões são tisanas e não rigorosamente chás, uma vez que o termo chá designa única e exclusivamente a bebida preparada através da infusão de folhas, flores ou raízes da planta Camellia sinensis .



O chá está ganhando espaço no cardápio da alimentação saudável. O consumo da bebida está associada a uma série de benefícios ao corpo, como:
  • Neutralização de radicais livres
  • Diminuição do mau colesterol
  • Fortalecimento de artérias e veias
  • Prevenção de cáries
  • Ação anti-inflamatória, antigripal e anti-vermes
         Confira abaixo os tipos de chás que você pode encontrar no mercado, bem como dicas de preparo e os principais benefícios associados a eles.


    Nem toda infusão é chá
         Uma bebida só pode ser considerada chá quando é uma infusão da planta de mesmo nome (também conhecida como Camellia sinensis). A partir das folhas dessa planta é possível obter diferentes tipos de chá:
  • Verde – a bebida preserva a maioria das características da planta. Tem leve sabor amargo.
  • Preto - as folhas sofrem um processo de fermentação total que confere ao líquido cor e gosto intensos.
  • Chá branco - é, na verdade, uma versão do tipo verde com sabor mais leve.
  • Aromatizados – é o chá que recebeu a adição de outras folhas, frutas secas ou flores, cujo sabor se mistura com o seu.
        Dicas
Para aproveitar todas as propriedades benéficas do chá, é necessário tomar alguns cuidados. Veja dicas para desfrutar melhor os benefícios das infusões:
  • Guarde-o bem acondicionado em local fresco.
  • Para o chá verde, a água utilizada para a infusão deve estar um pouco abaixo do ponto de fervura.
  • Para prepará-lo, faça uma infusão com uma colher de sopa rasa da erva para cada xícara de água.
  • Evite acrescentar açúcar em excesso. Isso mascara o sabor e compromete os benefícios da bebida.
  • Procure consumi-lo o mais fresco possível e cheque o prazo de validade no rótulo. O chá verde, por exemplo, deve ser tomado no máximo em até dois anos.
  • Esteja atento para a possibilidade de haver fungos na erva armazenada. Caso constate a presença desses microorganismos, descarte a erva.
Alecrim
Stress físico e mental, depressão, reumatismo, gota, e digestão. O chá do alecrim tem várias finalidades, tratar o colesterol, as dores de dentes ou enxaquecas, as doenças de coração ou mesmo nos casos de celulite.

Alfazema
Contra insônias, excitação nervosa, dores de cabeça, tosse, asma, bronquite.

Anis Estrelado
Anti-flatulência

Arnica
Analgésica, antiinflamatória em casos de traumatismos, hematomas, distensões musculares e ainda como anti-séptica em afecções bucais e furúnculos.

Ban-chá
Depurativo cuja ação acentua a eliminação de toxinas aumentando a diurese e facilitando a digestão.

Boldo do Chile
Tônico do aparelho digestivo; aumenta a produção da bílis eliminando gases, cálculos na vesícula e no combate das afecções do fígado e baço.


Camomila
Auxilia a digestão aliviando cólicas abdominais, náuseas, diarréia. Indicado como calmante para insônia e nervosismo.

Carqueja
Ação benéfica sobre o fígado e intestino aliviando azia, má digestão, perturbações gástricas e fins curativos, prisão de ventre, etc.

Casca de Laranja
Ansiedade e insônia

Confrey
Ação terapêutica nas afecções sobre o aparelho respiratório como amidalite, laringite, faringite e cicatrizante de fissuras, feridas e abscessos, eczemas, podendo ser usado com cautela em processos internos como úlceras gástricas e duodenais.

Erva Cidreira
Insônia, nervosismo, cólicas no ventre e gases. Para combater as indigestões, as cólicas ou as insônias, pode-se tomar um chá de erva cidreira ao qual se deve juntar uma casca de limão.

Erva Doce
Alivia cólicas menstruais; também alivia cólicas abdominais de recém-nascidos. Auxilia a má digestão.

Erva Mate / Mate (ou Chimarrão)
Anti-stress: segundo institutos de pesquisas internacionais, é um tônico estimulante do coração e do sistema nervoso: elimina os estados depressivos, conferindo ao músculo maior capacidade de resistência a fadiga, sem causar efeitos colaterais; é estimulante da atividade física e mental, atuando beneficamente sobre os nervos e músculos eliminando a fadiga. Observa-se também que estimulante do mate é mais prolongada que a do café, sem deixar efeitos colaterais ou residuais como a insônia e irritabilidade. Por outro lado, a erva-mate atua sobre a circulação, acelerando o ritmo cardíaco e harmoniza o funcionamento bulbo-medular. Age também sobre o tubo digestivo, facilita a digestão e favorece a evacuação. É considerada ainda, um ótimo remédio para pele e reguladora das funções do coração e da respiração, além de exercer importante papel na regeneração celular.


Eucalipto
Trata inflamações das vias respiratórias como tosse, rouquidão, bronquite, asma e alivia os estados catarrais.

Folhas de Oliveira
Tratamento de diabetes ou doenças ligadas ao coração.

Flor de Sabugueiro
Serve para combater as bronquites, as queimaduras, o reumatismo, as hemorróidas ou mesmo as infecções dos olhos ou da pele.

Guaraná
Reconstituinte, estimulante, aumenta a resistência nos esforços mentais e musculares, diminui a fadiga motora e psíquica. Por meio da cafeína que possui, o guaraná produz maior rapidez e clareza do pensamento, retarda a fadiga, tonifica o coração, leve afrodisíaco. Provê maior vitalidade do organismo, regula o ritmo cardíaco, tônico potente. Energético, estimulante, adstringente (que contraem os tecidos), tônica e estimulante do apetite, diurético (facilita a urinar mais), contra diarréia.

Hamamelis
Conjuntivite

Hibiscos (Karkadeh) ou Flor da Jamaica
Diurético, emagrecimento, hipertensão arterial, cálculos renais, disenteria, febres, inflamação das gengivas e em geral contra diminuição das defesas do organismo. Diminui o colesterol.

Hortelã
Atenua azia, gases e cólicas. Vermífugo (lombriga). Alivia asma e bronquite. Calmante, digestivo, e alivia a insônia.

Jasmin
Tônico, indicado contra sonolência e combate a acessos de asma. Excelente diurético.

Lima
Para a cura das dores de estômago.

Maçã
Sedativo, digestivo, anti-diarréica e também indicada nos casos de colite.

Malva
Afecções das vias respiratórias como bronquite, tosses catarrais, laringite e nos processos inflamatórios de boca e garganta, através de bochechos e gargarejos. Anti-séptico de vias digestivas e urinárias.

Maracujá
Dores de cabeça de origem nervosa, ansiedade, insônia, palpitações, pressão alta, perturbações nervosas da menopausa e dores espasmódicas.

Marapuama, Guaraná e Catuába
Tônico do sistema nervoso amenizando o nervosismo, insônia, fadiga cerebral, impotência sexual, tosse e bronquites, leves afrodisíacos.

Melissa
Sedativa em distúrbio de origem nervosa, perturbações gástricas como indigestão, enjôos e espasmos. Alivia dores de cabeça.


Menta
Indicado para má digestão, gases e cólicas.
click to zoom


Picão
Anemia, palidez, hepatite, icterícia, hemorróidas.


Pimpinela
Serve para aliviar as diarréias ou hemorróidas ou tratar as irregularidades da menstruação.


Poejo
Anti-inflamatório de ação expectorante no processo respiratório como tosses catarrais, anti-espasmódico e ainda depurativo, gripe ou tosse.


Preto e chá verde
Excelente após as refeições; digestivo. Utilizado contra úlcera e câncer digestivo.


Salvia (Maramía Sírio)
Estimulante estomacal, usado nas atonias digestivas, náuseas, dispepsias, alivia cólicas estomacais, intestinais e menstruais. Indicada nos casos febris com sudorese intensa. Ação anti-séptica na higiene bucal e em afecções da pele, de origem micótica e feridas.


Stévia
Adoçante usado nas dietas de emagrecimento, na alimentação infantil e por não interferir na glicemia pode ser usado por diabéticos.


Chás do Feminino

http://www.docelimao.com.br/images/cha-feminino.jpg
Integrando o tema do Boletim Doce Limão de fevereiro 2009: Menopausa & Síndromes do Feminino, cabe sabermos mais sobre os chás que ajudam a tratar e manifestar com amor e harmonia o nosso feminino.
A mãe natureza, as ervas e as flores são partes essenciais e materiais desta vibração que acolhe, cura, cuida: o Feminino.
 
A Cerimônia do Chá
Prepare o chá com a mais profunda gratidão e concentração. Escolha os utensílios: a chaleira (ou samovar), a chávena (ou xícara) e as ervas e flores tendo em vista a beleza, os aromas, as cores, a delicadeza.
Limpe os objetos e a área em que o chá será preparado e servido, prestando atenção nos detalhes.
Faça um arranjo simples de flores em um vaso especial e ponha-o onde você irá tomar o chá. Coloque uma linda toalha na mesa. Com movimentos lentos, suaves e, sobretudo graciosos, coloque a água para ferver. Acrescente com reverência as ervas no bule, sobre a água já aquecida. Tampe e aguarde a extração dos ativos.
Permaneça sentada, serenamente, enquanto a infusão se completa (10 minutos).
Despeje o chá com todo o cuidado e mantenha a xícara nas mãos, sentindo o calor do líquido e observando a beleza do recipiente que o contém. Respeite as folhas e flores do chá e aprecie sua fragrância.
Depois de tomá-lo, limpe os utensílios, o bule e a xícara, e guarde-os.
 
Chá 4 Ervas - Harmonizador
Composição: Cavalinha (harmoniza os rins e líquidos corporais) – Folha Amoreira (equilibra hormônios) - Menta (refresca e acorda) – Hibisco (energiza, relaxa e acolhe o feminino).
Forma de preparo: aqueça 1 xícara de água filtrada até quase fervura. Desligue o fogo e acrescente 1 colher (sobremesa) da mistura de 4 ervas. Tampe a chaleira e deixe em infusão por 10 minutos. Coe sobre uma linda xícara, sirva morno ou frio. Desfrute da beleza e calor da xícara enquanto toma calmamente seu delicado chá aromático. Tome 1 xícara pela manhã e uma à tarde ou noite.
 
Chá da Soja Preta - Revigorante
Forma de preparo: ferva em panela não metálica 8 feijões de soja preta (opcional soja dourada comum - idealmente orgânica ou selvagem) em 1 litro de água filtrada, até reduzir o volume à metade. Acrescente uma pitada de sal marinho, deixe cozinhar por mais dois minutos e coe. Tome 1 xícara (chá) uma vez por dia logo pela manhã ou quando perceber que precisa revigorar.
Estes 2 chás estão sendo brindados às mulheres que adquirem o livro Vença a Menopausa sem TRH.
Onde comprar as ervas e a soja preta em SP: na zona cerealista do Brás, nas redondezas da Av. Mercúrio com a Rua Santa Rosa. Lá podem ser encontradas ervas de todo o Brasil e são sempre frescas devido ao grande volume de vendas.


Fonte: Doce Limão

Mais sobre o Chá

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.